Além de bater novo recorde de participação no mercado brasileiro, com índice de 8,8%, a Jeep emplacou a vice-liderança entre os modelos de veículos leves mais vendidos no País. A conquista foi obtida pelo Renegade, que totalizou 6.723 unidades e liderou o segmento nacional dos SUVs.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, 7, Stellantis, detentora da marca, destaca que o ano de 2021 vai entrar para a história da Jeep pela quebra de recordes a cada mês. Além do Renegade, também o Compass ficou no Top 10 do mês passado, ocupando a quarta colocação. E foi vice-liderança entre os SUVs.

“Outubro foi um mês muito importante para a Jeep”, comenta Everton Kurdejak, diretor de Operações Comerciais da Jeep para o Brasil. “Não só porque confirmamos que seremos líderes em SUVs em 2021, vencendo mais uma vez essa batalha mesmo com novos competidores, mas também porque tivemos o maior market share histórico no Brasil e ainda garantimos o segundo e quarto lugares entre os carros mais vendidos”.

LEIA MAIS

Fiat na liderança por dez meses consecutivos

Anúncio

Stellantis amplia base de fornecedores em Pernambuco

Em ação inédita, Stellantis usa tecnologia 5G na fábrica de Goiana

O executivo atribuiu o bom desempenho da marca à linha de produtos local, que ganhou um novo modelo, o Commander, no mês passado, e também à rede de concessionários, “que tem sido fundamental na nossa estratégia comercial no Brasil”.

A Jeep vendeu 13.231 veículos em outubro. Em suas respectivas categorias (SUVs compactos e SUVs médios) os seus dois modelos produzidos em Goaina, PE, ficaram no topo. O Jeep Commander, que teve pré-venda iniciada em 26 de agosto, mas só chegou na rede em 14 de outubro – alcançou o terceiro lugar no ranking entre os SUVs grandes no mês passado, com 8,8% de market share no segmento.


Foto: Divulgação/Stellantis