AMeritor anuncia investimentos de peso na área de manufatura com vistas a aumentar a produtividade na fábrica de Osasco, SP, com ganhos em qualidade, ergonomia, segurança e, consequentemente, uma maior oferta de produtos para o crescente mercado brasileiro de veículos pesados. Os aportes da empresa entre 2014 e 2021 totalizam R$ 18,6 milhões em modernização e automação.

“Os investimentos dos últimos anos têm por objetivo introduzir processos de manufatura de classe mundial voltados para a indústria 4.0”, informa o diretor de Operações da Meritor para América do Sul, Alexandre Marien. “O foco principal é buscar total integração entre manufatura, engenharia de produtos e a produção, com ganhos em produtividade”.

Ao longo dos últimos oito anos foram substituídos 42 equipamentos antigos e adquiridos 13 robôs para automatizar dez células de processos de manufatura, dentre as quais solda, usinagem, medições automáticas e manuseio. “Também aplicamos recursos expressivos em melhoria das condições de trabalho e na qualificação profissional e isso se reflete na percepção de nossos colaboradores que foi demonstrada com a certificação das melhores empresas para se trabalhar em 2021”, comenta Marien.

A fabricante de eixos e sistemas de drivetrain para veículos comerciais, que atende as principais montadoras instaladas no Brasil, já investiu em aumento de capacidade de linhas específicas e está se preparando, inclusive, para ampliar ainda mais a produção local, visto haver sinais claros de aceleração da demanda nos segmentos nos quais atua.

Anúncio

LEIA MAIS

Divisão de reposição da Meritor cresceu 160% em cinco anos

Produção de caminhões apura alta de 24% em outubro

Dentre as ações em curso tem a recente nacionalização de quatro famílias de produto, antes importadas dos Estados Unidos e da Europa – os eixos MS 17x e 18x, o DS 70, MS 150 e MS 160. “E agora estamos localizando a carcaça do eixo MS 120. Trabalhamos continuamente para oferecer soluções cada vez mais inovadoras para os nossos clientes, o que passa por investimentos de peso em manufatura”, complementa Marien.

O executivo destaca, dentre as novidades implementadas nos últimos anos, a aquisição no ano passado de uma máquina de precisão em 5 eixos, modelo DMU 50 3ª Geração, que permitiu a modernização do processo de fabricação de matrizes para os forjados de precisão, em uma operação no conceito CAD – CAM.


Foto: Divulgação/Meritor