Apesar das diiculdades decorrentes das limitações impostas pela pandemia da Covid-19 ao longo deste ano, a indústria de motocicletas vem conseguindo ampliar a oferta de produtos para os mercados interno e externo, acumulando 1.004.983 unidades produzidas em dez meses. O resulado representa expansão de 28,1% soobre o mesmo período do ano passado (784.421 unidades) e é o melhor desde 2015 (1.137.103).

Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, destaca o esforço que o setor vem fazendo para driblar dificuldades e atender o consumidor da melhor forma possível.

“É um desempenho altamente significativo quando analisamos o contexto do ano, que começou com um primeiro bimestre muito difícil devido a segunda onda da pandemia do coronavírus em Manaus, AM, que comprometeu cerca de 100 mil unidades. Desde então as fabricantes têm imposto um ritmo intenso na produção para atender a demanda”, comenta.

Saíram das linhas de montagem 108.456 motos em outubro, volume similar ao de setembro (108.931 unidades) e 19,3% superior ao obtido no mesmo mês do ano passado (90.880). Fermanian acredita que a demanda se manterá aquecida nos próximos meses devido, principalmente, às altas seguidas nos preços dos combustíveis.

LEIA MAIS

Financiamento em alta nos segmentos de pesados e motos

Tempo de entrega das motos varia de 90 a 120 dias

“Além disso, o veículo é instrumento de trabalho para quem atua nos serviços de entrega e opção de deslocamento seguro para evitar a aglomeração do transporte público”, lembra o presidente da Abraciclo, ressalvando, no entanto, que as instabilidades do cenário macroeconômico começam a preocupar: “Estamos atentos à alta nas taxas de juros, ao nível de emprego e outras medidas que podem impactar negativamente a demanda por motocicletas”.

HISTÓRICO DO ACUMULADO DE JANEIRO A OUTUBRO

ANO

2015

2016

2017

2018

2019

2020

2021

PRODUÇÃO

1.137.103

784.519

730.862

878.868

945.568

784.421

1.004.983 

Fonte: Associadas Abraciclo

Vendas internas e externas

O mercado interno absorveu 937.971 motos no acumulado deste ano, crescimento de 29% na comparação com o mesmo período de 2020 (726.973 unidades). A Scooter foi a categoria que registrou a maior alta porcentual no volume de licenciamentos em relação aos dez primeiros meses do ano passado. Foram 88.340 unidades emplacadas, aumento de 46,9% sobre 2020 (60.141 unidades).

“O perfil do comprador da Scooter é aquele que quer um veículo mais fácil de pilotar, ágil no trânsito e econômico. Essa praticidade vem conquistando o consumidor brasileiro”, explica Fermanian. Em números absolutos, a categoria com maior volume de emplacamentos foi a Street, com 455.986 emplacamentos de janeiro a outubro, alta de 25,2% em relação ao mesmo período de 2020 (364.104 motocicletas).

Os licenciamentos no mês passado somaram 97 mil unidades, com queda de 10,9% sobre setembro (108.816 motocicletas) e crescimento de 0,9% na comparação com as 96.114 motocicletas vendidas no mesmo mês do ano passado.

As exportações também indicam números positivos no acumulado do ano. Atingiram 46.947 unidades, com aumento de 79,8% em relação às 26.109 unidades embarcadas no mesmo período de 2020.  Os principais mercados foram a Argentina, a Colômbia e os Estados Unidos.

Confira o ranking de emplacamentos por categoria:

EMPLACAMENTOS DE MOTOCICLETAS

 

OUTUBRO/20

SETEMBRO/21

OUTUBRO/21

 

 

CATEGORIA

A

PARTICIPAÇÃO

B

PARTICIPAÇÃO

C

PARTICIPAÇÃO

C/A

C/B

Street

49.573

51,6%

53.018

48,7%

47.023

48,5%

-5,1%

-11,3%

Trail

17.302

18,0%

23.241

21,4%

20.562

21,2%

18,8%

-11,5%

Motoneta

15.025

15,6%

14.966

Anúncio

13,8%

14.867

15,3%

-1,1%

-0,7%

Scooter

7.761

8,1%

9.783

9,0%

7.525

7,8%

-3,0%

-23,1%

Naked

2.512

2,6%

2.659

2,4%

2.235

2,3%

-11,0%

-15,9%

Bigtrail

1.512

1,6%

1.910

1,8%

1.691

1,7%

11,8%

-11,5%

Ciclomotor

1.311

1,4%

1.433

1,3%

1.452

1,5%

10,8%

1,3%

Sport

559

0,6%

689

0,6%

659

0,7%

17,9%

-4,4%

Custom

392

0,4%

1.000

0,9%

875

0,9%

123,2%

-12,5%

Touring

37

0,0%

17

0,0%

10

0,0%

-73,0%

-41,2%

Triciclo

130

0,1%

100

0,1%

101

0,1%

-22,3%

1,0%

TOTAL

96.114

108.816

97.000

0,9%

-10,9%


Foto: Divulgação/BMW