Duas semanas após a prorrogação do período de suspensão de contrato de trabalho em consequência dos impactos da Covid-19, os funcionários do 1º turno da fábrica de Piracicaba, SP, da Hyundai Hyundai Motor retomaram suas funções nesta segunda-feira, 10.

Com isso, a produção da Hyundai volta a funcionar em três turnos pela primeira vez desde 27 de abril, quando suas atividades foram paralisadas por causa da pandemia do novo coronavírus. Os 2º e 3º turnos haviam retomado as atividades em 26 de junho, também depois de períodos de suspensão de contrato, em conformidade com a legislação para proteção de emprego aprovada pelo governo federal.

Além da fábrica da Hyundai no interior paulista, apenas a da Volkswagen, em Taubate, SP, opera atualmente em três turnos, mas não em sua capacidade plena por causa das medidas de isolamento social impostas pela Covid-19. As demais fabricantes estão com um ou no máximo dois turnos.

A Hyundai consolidou neste ano a 4ª posição no rankging nacional das marcas mais vendidas no País, atrás apenas das veteranas General Motors, Volkswagen e Fiat. Na sequência vêm a Renault e a Ford. A montadora sul-coreana informa que está seguindo todas as determinações do Governo do Estado de São Paulo e as orientações das autoridades de saúde para o combate ao novo coronavírus.

LEIA MAIS

“Preços dos carros continuarão subindo”, diz CEO da Volkswagen

Anúncio

Líder pelo segundo mês consecutivo, Volkswagen cola na GM

Autopeças demitem e projetam queda de 30% em 2020

Todos os funcionários têm suas temperaturas medidas diariamente e usam máscaras de tecido fornecidas pela montadora, tanto nos deslocamentos nos ônibus fretados como nas atividades diárias, e respeitam o correto distanciamento social. Processos de higienização e proteção contra contaminação foram introduzidos no transporte, nas entradas e nos ambientes da fábrica e dos escritórios, nas estações de trabalho e nas áreas de alimentação e descanso.

Em nota, a empresa informa que acompanha as medidas para a gradual retomada da economia nacional e segue monitorando atentamente a evolução das ações para o controle da pandemia do novo coronavírus. “Qualquer alteração do cenário atual poderá implicar, conforme o caso, uma nova redução dos turnos de trabalho na fábrica”, destaca.


Foto: Divulgação/Hyundai