A Iveco dá passos decisivos na América do Sul para posicionar com uma relevante fornecedora de caminhões movidos a combustíveis capazes de reduzir a emissão de poluentes. Em espaço de poucos dias, a montadora anunciou dois grandes negócios com veículos a gás na região.

Na semana passada, a Iveco comemorou a venda de 35 unidades do Stralis NP GNL (Gás Natural Liquefeito) para a transportadora chilena San Gabriel. Agora, protagoniza mais um marco com a negociação de outros 100 unidades do modelo em versão GNC (Gás Natural Comprido) para a NRG Argentina, empresa fornecedora de insumos para a indústria petrolífera. Os modelos operaram em Vaca Muerta, no Norte da Patagônia, onde se localiza gigantesco reservatório de gás xisto e petróleo não convencional.

Com o volume negociado, a Iveco fica à frente da maior venda da América do Sul envolvendo caminhões movidos a gás. “É a maior operação da região no que diz respeito a combustíveis alternativos. Para a marca, é muito importante construir alianças estratégicas, como no caso da NRG Argentina, o que permite o desenvolvimento de soluções de transporte na Argentina, país com grandes oportunidades e um futuro energético promissor”, resume em nota Márcio Querichelli, líder da Iveco para região.

Os recentes negócios da Iveco com caminhões gás também envolve contratos de manutenção, o que promoverá experiência e base para consolidar pós-venda ao segmento. No caso da NRG, a fabricante contribuirá com o desenvolvimento de um centro de atendimento exclusivo, na operação do cliente.

Anúncio

“A venda dos contratos de manutenção para essas unidades reafirma um acordo ao longo do tempo no qual a Iveco não oferece apenas o produto, mas uma solução logística e operacional completa”, diz Francisco Spasaro, diretor comercial da fabricante na Argentina.

Por outras frentes na estratégia de caminhões a gás, a Iveco também fez uma parceria com concessionário chileno e a Empresa Nacional de Petróleo (ENAP) para testes de 30 dias ininterruptos com Stralis GNV (Gás Natural Veicular) nas altitudes dos Andes.

Também, em julho, obteve homologação para produzir o caminhão Tector 160E21 GNC. “Será uma das inovações de produção em nosso Polo Industrial em Ferreyra, na província de Córdoba. A novidade acompanhará toda a nossa linha fabricada na Argentina, variando de veículos médios a caminhões extrapesados”, afirmou na ocasião Querichelli.

LEIA MAIS

→Iveco negocia 35 Stralis a gás no Chile

→Iveco passa imune à crise

→Iveco produzirá caminhão a gás na Argentina


Foto: Iveco/divulgação