A Ford anunciou em comunicado emitido no sábado, 31, que conclui a venda da fábrica de São Bernardo do Campo (SP). Os novos donos são a Construtora São José, especializada em empreendimentos logísticos, e a FRAM Capital, empresa de gestão de recursos.

O valor não foi revelado, mas em junho passado, ocasião no qual a montadora assinou memorando de intenções com a construtora, a Prefeitura de São Bernardo do Campo havia informado que a transação envolvia R$ 550 milhões.

Segundo a Ford, o negócio é o resultado de um processo de seleção que envolveu diversos potenciais compradores. “Desde o início demos prioridade para projetos que melhor atendessem as necessidades da região”, diz em nota Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul e Grupo de Mercados Internacionais. “Estamos muito felizes em concluir essa transação com a Construtora São José e com a FRAM Capital, empresas conceituadas e com ampla experiência em seus segmentos de atuação, que contribuirão com a geração de empregos e o desenvolvimento de São Bernardo do Campo.”

“Gostaria de agradecer a todos os envolvidos neste negócio, tanto as equipes da Ford quanto São José, FRAM e demais colaboradores”, disse Mauro Silvestri, sócio-fundador da Construtora São José. “Grandes realizações se concretizam com trabalho e dedicação, fruto de muito esforço e compromisso de todos, com propósitos firmes”.

O negócio coloca ponto final a um enredo iniciado em fevereiro de 2019, quando a Ford anunciou que iria fechar as portas da fábrica do Taboão, onde produzia o Fiesta e caminhões da marca. Da decisão em encerrar as atividades no ABC Paulista à conclusão da venda, as instalações chegaram a ser ambicionadas por outras montadoras, dentre as quais o Grupo Caoa com intenção de produzir automóveis e caminhões de uma marca chinesa.

Anúncio

O governador de São Paulo, João Dória, se envolveu no caso em busca de compradores. Sem revelar nomes, chegou a anunciar que três interessados estariam dispostos a assumir a unidade.

A Ford segue em operação no País com a fábrica de Camaçari (BA), onde produz as linhas Ka e EcoSport, na unidade de Taubaté (SP), responsável por motores e transmissões, além do Campo de Provas de Tatuí, no interior paulista.

LEIA MAIS

→Conclusão da compra da Ford Taboão pode demorar 90 dias

→Ford confirma haver potenciais compradores para a fábrica do Taboão

→Caoa desiste de comprar fábrica da Ford, diz Doria

→Ford e trabalhadores assinam acordo para dispensas em SBC

→Há três interessados na compra da fábrica da Ford, diz Doria


Foto: Ford/Divulgação