Pablo Di Si, CEO da Volkswagen para a América do Sul, confirmou à Reuters na sexta-feira, 7, que a montadora  definou um novo ciclo de investimentos para o Brasil. “Definimos (o investimento) e já paramos a produção em nossa fábrica em Taubaté para preparar a nova plataforma”, disse o executivo à agência internacional de notícias.

Na entrevista, porém, Di Si não adiantou os valores envolvidos nem o prazo. Essas informações, afirmou, devem ser reveladas por Ralf Brandstätter, CEO global da Volkswagen Passenger Cars, até o fim do ano. O executivo tem viagem programada para o Brasil, mas que dependerá ainda da evolução do quadro da pandemia.

A fábrica de Taubaté, SP, produz atualmente os modelos  Gol e Voyage. No fim de abril, o Sindmetau, Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté, revelou que a Volkswagen concederia férias coletivas entre 3 a 12 de maio para os 2,2 mil funcionários da unidade, para o início de implantação da plataforma MQB, base de veículos como T-Cross, Polo e Virtus.

Consultada por AutoIndústria na oportunidade, a montadora disse então que se tratava apenas de “parada técnica para manutenção das linhas de produção”.

LEIA MAIS

Anúncio

→ Volkswagen inicia produção do Taos na Argentina

→ ID.4 GTX é o primeiro esportivo elétrico da Volkswagen

O Sindmetau afirmara, porém, que a implantação da plataforma MQB fora definida após acordo entre a entidade e a Volkswagen aprovado pelos trabalhadores em fevereiro de 2019 e consolidado em setembro de 2020, quando um novo acerto garantiu o descongelamento dos investimentos para unidade e estabilidade no emprego por 5 anos para os trabalhadores.

A Volkswagen está finalizando o atual programa de investimentos iniciado em 2016 e que resultou em vários lançamentos de veículos, especialmente os nacionais SUVs T-Cross e Nivus. No total, contando com produtos importados, foram apresentados 20 novos modelos, atualizações e versões.

O último é o Taos, utilitário esportivo que já começou a ser fabricado na Argentina e que chegará às revendas braisleiras até o fim de maio.


Foto: Divulgação