A Air Products e a Cummins assinaram memorando de entendimento para juntas acelerar adoção de células de combustível em caminhões pesados nas Américas, Europa e Ásia. O plano é começar a conversão da própria frota global de mais de 2 mil veículos da fabricante de gases industriais após fase de testes, que deve começar em 2022. A iniciativa tem abrangência nas Américas, Europa e Ásia.

Na parceria a Cummins fornecerá motores elétricos movidos a célula de combustível para fabricantes de caminhões selecionados pela Air Products. Ao mesmo tempo, ambas promoverão acesso ao hidrogênio, o que inclui oportunidades para infraestrutura.

“Acreditamos que o hidrogênio é o futuro para o mercado de transporte e podemos demonstrar ao mundo seus méritos sendo os pioneiros na transição de nossa frota de caminhões pesados para veículos elétricos com célula de combustível de hidrogênio”, resume em nota Seifi Ghasemi, presidente e diretor executivo da Air Products.

“À medida que desenvolvemos as tecnologias do amanhã, precisamos de parcerias para termos sucesso. Esta colaboração com a Air Products é o próximo passo na liderança da indústria no caminho para um futuro de zero emissões”, completa Tom Linebarger, presidente e CEO da Cummins.

Anúncio

A parceria irá reunir a experiência da Cummins no desenvolvimento e aplicação de tecnologias de hidrogênio com as capacidades da maior fornecedora mundial de hidrogênio. Enquanto a fabricante de motores já implantou mais de 2 mil células, o que inclui projeto de trens e postos de reabastecimento, a Air Products traz atuação global em mais de 50 países e amplo conhecimento para produzir e distribuir hidrogênio.

LEIA MAIS

→Cummins e Chevron unem forças para explorar energias alternativas

→Cummins investe em usina de hidrogênio na Espanha