Por Alzira Rodrigues | alzira@autoindustria.com.br

Com justificada razão, os concessionários Toyota já não se aguentavam mais de ansiedade. Mas finalmente, nesta quinta-feira, 7,  foi oficialmente lançado o Yaris no Brasil. O modelo preencherá uma enorme lacuna existente na gama da marca entre o compacto Etios e o líder Corolla.

Fabricado em Sorocaba (SP), o Yaris tem carroceria nas configurações hatch e sedã. Os pedidos de compra já podem ser feitos a partir de agora, mas a versão hatch só chega à revendas da marca no próximo dia 28 e a sedã quinze dias depois. Ambos são oferecidos em cinco versões de acabamento.

Com motorizações 1.3 e 1.5, o hatch chega em cinco versões e preços que vão de R$ 59.590 a R$ 77.590. Já as cinco versões do Yaris de três volumes custarão entre R$ 63.990 e R$ 79.990, sempre com motor 1.5. Controle de estabilidade e tração são de série em todos.

 

Fabricados na unidade industrial de Porto Feliz (SP) e confeccionados com bloco e cabeçote em alumínio, os motores já são conhecidos da família Etios, mas passaram por melhorias e ganharam um pouco mais de potência: o 1.3 16V Dual VVT-I rende 101 cv com álcool e 94 cv com gasolina, enquanto o 1.5 16V Dual VVT-i tem potência de, respectivamente, 110 cv e 105 cv.

A depender da versão, as transmissões são manual de seis velocidades e  CVT que simula sete velocidades. Ambas já presentes em outros produtos na montadora. Em todas as versões do Yaris, as rodas são de liga leve de 15” e os pneus são 185/60.

O desenho tanto do hatch, em especial, como do sedã é bem mais arrojado do que o consumidor brasileiro está acostumado a ver nos modelos nacionais da marca. O Yaris hatch mede 4.145 mm de comprimento (4.425 na versão sedã), 1.730 mm de largura, 1.490 mm de altura e 2.550 mm de distância entreeixos. A capacidade do porta-malas  é de 310 litros no hatch e  de 473 litros.

O nível de acabamento e conteúdo supera, em muito, o que se vê na linha Etios. Dentre os itens de série, a versão XL (manual e CVT, 1.3 e 1.5) vem com direção eletroassistida, ar-condicionado, vidros elétricos, controle de velocidade de cruzeiro, controle de partida em rampa, computador de bordo com sete funções, faróis automáticos ecom regulagem elétrica de altura.

A XL Plus traz adicionalmente a chave com controle remoto, sistema multimídia com tela touch, apoio de braço no centro do banco traseiro, start-stop e ar-condicionado digital.

YARIS

Na versão XS (ambos CVT 1.5) destaque para a câmera de ré, computador de bordo com oito funções e bancos revestidos em couro. A XLS (também CVT 1.5 para o hatch e sedã) incorpora ainda 7 airbags, rebatimento elétrico dos retrovisores, teto solar e faróis do tipo canhão com máscara negra, dentre outros itens.

Leia mais

→Yaris marcará 60 anos da Toyota no Brasil

→Toyota contratará 870 trabalhadores para operar em três turnos

→Toyota é a marca automotiva mais valiosa

Os dois novos representantes da Toyota ingressam no mercado em segmentos que receberam várias novidades nos últimos meses. O hatch, por exemplo, enfrentará o Polo, Volkswagen mais vendido no País, além de Fiat Argo e Honda Fit. Já o sedã disputará clientes com o Volkswagen Virtus, Fiat Cronos e Honda City.

Isso para ficar numa exígua lista composta apenas pelos dois mais recentes lançamentos de cada segmento e pelos dois modelos da Honda, naturalmente a concorrente mais tradicional da Toyota.

Ainda assim, o Yaris pode resultar em vendas adicionais para a Toyota. Com 76,4 mil veículos emplacados de janeiro a maio, a marca é a sexta mais vendida no Brasil, tem  8,2% de participação. A diferença para a quinta colocada, a Hyundai, é de apenas meio ponto porcentual, ou 5 mil unidades.

Os preços do hatch: XL 1.3L 16V manual, R$ 59.590,00; XL 1.3L 16V CVT, R$ 65.590,00; XL Plus Tech 1.5L 16V CVT, R$ 69.590,00; XS 1.5L 16V CVT, R$ 74.590,00; e XLS 1.5L 16V CVT, R$ 77.590,00.  O sedã: XL 1.5L 16V manual, R$ 63.990,00; XL 1.5L 16V CVT, R$ 68.690,00;  XL Plus Tech 1.5L 16V CVT, R$ 73.990,00; XS 1.5L 16V CVT, R$ 76.990,00; e XLS 1.5L 16V CVT, R$ 79.990,00.


Fotos: Divulgação/Toyota