A Honda alcançou o marco de 2 milhões de automóveis vendidos no País desde que iniciou oferta de carros por aqui, em 1992, com a importação do sedã Accord.

A estreia como produtora de automóveis ocorreu cinco anos depois, em outubro de 1997, com a inauguração da fábrica de Sumaré (SP) para a produção do Civic de sua sexta geração. Na época, o empreendimento foi resultado de um investimento de US$ 100 milhões. A unidade nasceu com capacidade para 15 mil unidades por ano e com meta de montar até fim daquele ano 1,2 mil carros.

Em 2003, foi a vez do monovolume Fit entrar em produção nas linhas de Sumaré. Com ele também novos investimentos em expansão da unidade para suportar chegada do New Civic, em 2006, a inauguração de uma fábrica de motores, em 2008, e o iniciou da produção do City, em 2009, o terceiro modelo da marca a ser produzido no País.

Com o crescimento da marca Sumaré ficou pequena, apesar de ter ganho capacidade para 120 mil unidades/ano ao longo do tempo. Em 2013, a Honda então anunciou investimento de R$ 1 bilhão para construção de uma segunda fábrica, em Itirapina, distante cerca de 100 km de Sumaré.

A fábrica ficou pronta no fim de 2015 – ano no qual também entrou em produção o HR-V em Sumaré – com capacidade 120 mil unidades por anos em dois turnos. A crise econômica da época, no entanto, derrubou o mercado de veículos e fez a empresa adiar planos. A inauguração só ocorreu em março de 2019 com a produção do Fit e, longo em seguida, o SUV WR-V.

Anúncio

Até o ano que vem, Itirapina deverá concentrar toda a produção de automóveis da Honda, enquanto Sumaré ficará responsável por motores e componentes, desenvolvimento de produtos e sede administrativa.

Atualmente, além dos modelos nacionais Civic, Fit, City, HR-V e WR-V, a Honda também oferece ao mercado os importados Accord, Civic Si e CR-V. Com esse portfólio, a marca registrou nos oito primeiros meses do ano 47,4 mil licenciamentos, volume que garantiu 5,2% do total das vendas de automóveis no País no período, de 913,8 mil unidades.

O carro-chefe, o Civic, é vice-líder de vendas na categoria de sedã médios. Até agosto participou com 22,7% das vendas no segmento com 10,4 mil unidades. O volume representou 22% do total de emplacamentos da marca.

LEIA MAIS

→Honda ultrapassa 2 milhões de veículos produzidos no Brasil

→Honda Energy amplia parque eólico em Xangri-Lá


Foto: Honda/Divulgação